28 de jun de 2011

Trovas... Recordando....


Folheando meus cadernos de receitas, encontrei  essa trova que escrevi em 22/01/1978.
Na época Maria Thereza Cavalheiro tinha uma coluna em um jornal de São Paulo, infelizmente  só guardei as colunas, não o nome do jornal.
Os leitoras podiam mandar trovas de sua autoria, que poderiam ser publicadas. 
Escrevi algumas e mandei. Esta é um delas.
Que bom que fiz alguns cadernos, e sempre tive a mania de recortar o que gosto e guardar.


E vocês, o que tem de interessante em seus cadernos para partilhar conosco?





27 de jun de 2011

Será que costurar em casa ajudará a resolver seu problema?

A CENA: Uma loja de modas numa travessa nas proximidades de El Conde, a principal zona de comércio em Santo Domingo. À mostra estão dois vestidos em contraste com um fundo de veludo preto. Um está salpicado de cores psicodélicas, é em linha A, de mangas compridas, e o outro é de um azul suave com gola chemisier, cintura alta e estilo ligeiramente evasê. Acessórios, bolsa, sapatos e bijuteria, acompanham cada um. Duas mulheres, Alicia e Yanet, param e observam, trocam olhares familiares e se vão.
É esta uma cena conhecida? Faria o mesmo? Eram vestidos atraentes, mas, oh, que preços!

As Pressões Econômicas — um Incentivo


As mulheres cônscias da moda que observam uma vitrine assim amiúde estão dispostas a fazer sacrifícios para aparecerem na última criação, custe o que custar. No entanto, muitas outras, como Alicia e Yanet, lutam diariamente para alimentar e vestir famílias grandes, pagar as taxas escolares, o aluguel e as contas médicas. Para elas, simplesmente não há dinheiro suficiente para comprar vestidos prontos deste estilo e qualidade.
Tem esse problema? Gostaria de saber como conseguem vestir-se tão bem? O que fazem para permanecer dentro de seus orçamentos limitados? Tornaram-se suas próprias costureiras. Ajudaria isto a resolver seu problema?
Em sua pequena sala onde costura, Alicia explicou: “Eu e a Yanet nos tornamos costureiras por necessidade. Cada dia a situação parecia ficar mais difícil. Havia cada vez menos dinheiro para roupa. Nunca tínhamos o suficiente, e o que tínhamos se desgastava tão depressa. Compreendi que nossa situação econômica não iria melhorar e que os preços não iriam baixar, de modo que tive de resolver o assunto com minhas próprias mãos. Assim, aqui estamos, costurando para nós mesmas e para os filhos. E usamos tecidos e estilos mais apropriados às nossas necessidades do que os que estão disponíveis nas lojas. Sobra-nos mais do que se tivéssemos de comprá-las feitas, ou se tivéssemos de pagar alguém para fazê-las. Muitas mulheres que começaram a costurar recentemente colocaram uma tabuleta de Modista e podem costurar para si mesmas e ganhar algo extra para ajudar a alimentar e educar a família.”


Os Aperfeiçoamentos Modernos Simplificam a Costura Doméstica


Se se sente hesitante quanto à idéia de fazer sua própria roupa, ouça a experiência de Alicia: “Foi quando primeiro surgiu a moda saco que comecei a costurar. Calculei que pelo menos poderia fazer algo que pudesse vestir para executar minha tarefa doméstica. Não era muito bonito, mas com ele aprendi a fazer um melhor, e continuei a aprender. Os estilos são muito mais simples do que costumavam ser, tanto para crianças como para adultos. Agora faço todas as roupas para os filhos e para mim mesma.”
“Esse é um empreendimento e tanto, não é?”
“Sim, mas não é tão difícil como seria outrora. Pense só em como as mulheres costumavam fiar e tecer sua própria fazenda e daí fazer toda a sua costura a mão. Quão felizes devem ter ficado quando as máquinas de costura se tornaram disponíveis! Provavelmente ficaram tão felizes quanto eu quando troquei minha máquina de pedal por esta elétrica e acabei com todo o trabalho fatigante de pedalar. Naturalmente, aqui ainda se usam muitas destas máquinas antigas porque as mais novas são tão caras.
“Lembra-se de quanto tempo levava para fazer algumas casas para botões? E que esforço da vista! Agora, em questão de segundos esta máquina não só faz as casas mas prega os botões também. Borda, faz bainhas e ponto ajour. Chuleia para que o tecido não esfiape, e o comprimento do ponto pode ser ajustado segundo o tecido, seja chiffon, couro ou uma das novas malhas. Costurar com ela se torna mais uma aventura do que um trabalho. A parte maravilhosa dela é que, com tais acessórios, nossas roupas ficam com uma aparência profissional.”
Ter tal máquina disponível seria obviamente uma vantagem para todos que contemplam a costura em casa, mas isso não é tudo. Há outras ajudas. Embora muitas costureiras na América do Sul e nas Antilhas cortem as roupas usando gravuras nos figurinos como seu guia, atualmente há disponíveis moldes em estilos modernos. Instruções por etapas as tornam mais fáceis de seguir. Sugestões sobre como colocar o molde na fazenda, onde cortar, como e onde marcar pences ou pregas e como juntar as partes ajudarão a principiante. Os ajustes para que assente bem não são difíceis, e, uma vez ajustado, o molde pode ser usado muitas vezes. Fornecem-se sugestões para ajudar a costureira doméstica a escolher a fazenda apropriada ao estilo e às necessidades dela.

Outros Economizadores de Tempo

A atarefada dona de casa-costureira tem pouco tempo para gastar em saídas para compras, mas isto não apresenta problema sério. Podem-se comprar tecidos, molde, linha, fecho-éclair e botões todos na mesma loja. Se tiver um pouco de tempo para procurar, muito provavelmente encontrará o que quer numa loja especializada em materiais e acessórios de costura.
Uma principiante talvez ache vantajoso obter instruções de costura de uma costureira ou num centro de costura estabelecido para este fim. No final das contas, isto talvez economize tempo valioso e dinheiro que de outra forma poderiam ser perdidos em experiências.

Investigar É Valioso


Muitos fatores têm contribuído para a popularidade e o crescimento da costura em casa, e sem dúvida a tendência continuará ao passo que mais mulheres reconhecem que investigar é valioso.
As razões econômicas são proeminentes. A colunista Sylvia Porter afirma que economizará cinqüenta centavos em cada real para roupa por fazer sua própria costura. Em muitas localidades, a economia é muito maior, especialmente se procurar liquidações de tecidos e aprender como, o que e quanto comprar.
Para as mulheres cristãs há outro fator, muito importante, a considerar. Admoesta-se às mulheres cristãs a não procurar vestimenta cara e ostentosa mas, antes, roupa bem-arrumada e modesta. (1 Tim. 2:9) A cristã não deseja que sua maneira de se vestir a identifique com os grupos conhecidos pelas tendências rebeldes. Por ser sua própria costureira, pode mais prontamente evitar os extremos e estar bem vestida sem atrair a atenção a si. Pode viver segundo a descrição proverbial da boa esposa que laboriosamente faz com suas próprias mãos vestimentas para sua família. (Pro. 31:19, 21, 22) Ao assim fazer, pode também treinar suas filhas a seguir seu exemplo. Deste modo poderá ajudá-las a se tornarem mulheres práticas e úteis e as manterá ocupadas em tarefas que não só lhes trarão satisfação, mas constituirão um meio de darem vazão a seus instintos criativos.
Melhor caimento, melhor feitio, estilo personalizado são os dividendos que a perita costureira doméstica usufruirá. A costura em casa merece ser investigada.

Fonte: G71 8/11

25 de jun de 2011

Domingo à tarde. Bom para um café....

Faz bem ao coração estarmos juntos com nossos amigos e irmãos.





Bom... tinha pão integral, rabanada de forno, chá indiano, chocolate quente feito pela Vanessa (uma delícia), e não podia faltar: o cafezinho é claro!
12/06/2011

Redecorando a cozinha....



Quando nos sentimos bem em nossa casa, tudo na vida parece mais simples.





Há ideias simples, rápidas e baratas que podem modificar a nossa casa e a nós também.
Nem sempre podemos fazer uma viajem no momento em que desejamos ou ir a um lugar para descansar ou relaxar das tensões do dia a dia.
Assim, por que não fazer uma mudança em nossa casa.
Se não pode pintar uma parede, decore uma... 
Esta salinha de jantar conjugada à cozinha já teve muitas cores: branco neve, amarelo ouro, verde clarinho, branco total e agora... duas paredes vermelhas.
Estou muito feliz com as paredes vermelhas.  e quanto a parede decorada... Bem eu queria colocar um papel de parede, mas pensando bem... sem gastar.
Daí resolvi fazer eu mesma a minha parede, como se fosse papel de parede.
Em outro post vou ensinar como fiz.
E quanto ao painel na parede vermelha, é uma velha lousa, daquelas de usar com pincéis, que pintei com látex branco e pedi para o meu marido fixar na parede.
Estou colando fotos (xérox) tiradas aqui na cozinha no decorrer dos anos. Que lembrança boa dos amigos que passam por aqui. Pena que não tirei mais fotos... Também é fácil fazer esse trabalho com as fotos, mas precisa impermeabilizá-las primeiro.
Quando eu terminar, mostro como ficou.



22 de jun de 2011

Panquecas de arroz




Ingredientes:
2 ovos
2 xícaras de arroz (sobras)
2 colheres (sopa) de margarina
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 ½  xícaras de leite
Sal a gosto
Salsinha a gosto
1 colher (café) de fermento

Modo de fazer:
Bater tudo no liquidificador.
Frite em frigideira antiaderente.
Recheie a gosto.
Coloque queijo parmesão ralado sobre as panquecas. 

Esta eu recheie com carne moída temperada com alho e curry Masala, da Indía.
O aroma... delicioso!


21 de jun de 2011

Seja elegante sem gastar muito.









Desejamos economizar, mas não esquecer a aparência.
E,  para manter-nos bonitas e cuidadas, não é preciso gastar muito.









Vamos relembrar algumas dicas:


  • Não usar os mesmos sapatos todos os dias. além de durarem mais, nossos pés ficarão livres de calosidades.
  • Logo que notar os altos gastos, mande para o sapateiro. Não espere que eles deformem.
  • Compre sapatos tipo clássicos e de boa qualidade. Atravessam com você as estações e as mudanças da moda.
  • Seus sapatos fino  - guarde-os em caixa separados por papel de seda. Assim você os conserva e mantém livre de manchas provocadas por poeira.
  • Faça uma arrumação em seu guarda-roupa, analise e faça uma lista das peças que faltam nele. Ex: complementos, sapatos, bolsas, cintos. Coloque esta lista na sua cadernetinha de controle financeiro. Com esta lista você se acostumará a se interessar apenas pelo que precisa realmente.
  • Se for comprar uma roupa cara, faça-o com cuidado. Ela deverá servir para muitas ocasiões. Escolha sempre modelos versáteis.
  • Não se iniba de ir às bancas e cestas de ofertas, em lojas e boutiques. Afinal, é o seu bolso que esta em jogo. Não se envergonhe de pechinchar. Muitas vezes o resultado compensa!
  • Aprenda a costurar, a tricotar, a bordar. Assim conseguirá roupas bonitas pagando pouco, ou quase nada. Você pode também bordar uma blusa para uma amiga que saiba costurar. Ela, como pagamento, faz uma saia ou um vestido para você. Da mesma forma, você pode bordar um vestido para aquela outra amiga que sabe fazer tricô, ganhando em troca um casaco.
  • A moda muda muito depressa, assim, não compre roupas em excesso.
  • Prefira roupas que não saem da moda ou que possam ser adaptadas com facilidade: calças de brim, camisas de algodão, camisetas, saias retas, etc.

20 de jun de 2011

Compras e cafezinho...

Que bom um cafezinho com as amigas, ainda mais com esse capricho!


 Como é bom de vez em quando tirarmos um tempinho com nossas amigas.
Passear na cidade, comprar tecidos, fazer as nossas roupas com a nossa cara. Bom....
E depois das compras... o cafezinho! E que cafezinho, como se diz no café... com espuminha!
Horas agradáveis.


Cada época de nossa vida temos amigas que vão se somando as outras que já temos. Assim , é importante guardarmos todos os bons momentos que passamos. 

17 de jun de 2011

Café da tarde de sexta-feira

13/05/2011

Cafezinho da tarde depois que Adriana tomou uma massagem. A sogra Fátima e o filho Leo. Muito agradável estar com irmãos e amigos. Ah! E a Edenilza também

O poeta e ensaísta estadunidense Ralph W. Emerson, disse certa vez: “A única maneira de se ter um amigo é ser um.” Ajude alguém, se quer um amigo. Isso deve ser fácil, porque há tantas pessoas hoje que precisam de ajuda. Quando há trabalho a ser feito, apresente-se para fazê-lo. O trabalho une as pessoas.

Convide pessoas para virem à sua casa saborear uma refeição ou simplesmente conversar com o leitor, tomando uma chávena de chá ou uma xícara de café. Afirme simplesmente: “Que tal ir visitar-nos no sábado de noite?” Mesmo que não seja conveniente que venham nessa ocasião, pelo menos ficarão sabendo que gostaria de conhecê-los melhor.
Talvez, o próprio início duma amizade seja a disposição de dizer “alô” primeiro. É preciso que mostre que gosta das pessoas. Se as saudar com um sorriso e com um cumprimento alegre, talvez fique surpreso com as respostas que lhe darão.

Convide alguém para tomar uma refeição com você, essa  é uma  boa forma de construir amizades.


15 de jun de 2011

Sonhando...


Fica imaginando como mudar o seu quarto. Bem, ando pensando... sonhando...
Mas, hoje para a maioria das pessoas não é fácil fazer mudanças. Fica dispendioso fazer grandes mudanças.
Mas sempre me lembro de minha mãe me contando como era a vida dela no sitio onde moravam. Quando chegava o fim de ano, pintavam as paredes com cal, ou seja caiavam as paredes.
Colocavam os móveis que eram de madeira, principalmente me lembro dela sempre falar dos móveis da cozinha, no quintal para serem  pintados.
Faziam toalhas bordadas para enfeitar a casa, tudo com tecido simples, na maioria das vezes sacaria. Ah! Sem luz elétrica, e bordavam à noite, porque de dia trabalhavam na roça.
E que dizer das flores... como elas faziam na casa dela, nós fazíamos em casa quando eu era menina, a gente ia na fazenda onde minha avó morava e colhia sempre-vivas para fazer os arranjos de flores e eram complementadas com flores de papel.
Na verdade podemos fazer muita coisa bonita sem muito gasto, e as vezes nenhum. Mas para isso temos de repensar nossa casa.
Não é porque moramos em uma casa alugada que não vamos cuidar dela. Enquanto estivermos morando lá, ela será o nosso lar. E lar tem de ser cuidado com carinho. Isso é demonstrar amor por nossa família.
E quem não gosta de chegar num lugar agradável, limpo, cheiroso?
Mude os móveis de lugar, olhe.. pense...observe, talvez tenha um modo melhor de colocar as coisas, ou mude só por mudar... Assim conseguimos limpar melhor os cantos, atrás dos móveis e também ver se tudo o que tem la é necessário.
Quanto a mudanças, bem podemos fazer uma colcha nova. Mas, talvez diga , eu não posso comprar roupas de cama novas.
Bom! Sabe fazer patchwork? De modo simples é emendar retalhos. E não é necessário que sejam novos.
Podemos ver lindos quartos decorados e pensar: Como fazer isso em casa?
Que tal começar a pensar... Eu estou pensando e me organizando para mudar.
Quando resolver o que vai fazer nos conte e mande foto de como ficou.
Para se animar que tal umas fotos garimpadas na internet?









Não desanime achando que é dificil mudar.
Tenho certeza que se começar, você termina.

Sopa Maravilhosa


Esta sopa sobra um pouco para mais uma pessoa .....

Ingredientes para Sopa Maravilhosa:  É só digussstarrr....

# 250 g de alcatra cortada em cubinhos
# 2 colheres de sopa de azeite de oliva
# 2 cenouras médias raladas grossas
# 1 batata do reino média cortada em cubinhos pequenos
# 1 repolho pequeno cortado em tirinhas finas
# 1 cebola roxa média cortada em cubinhos
# 1 caldo de carne da sua preferência dissolvido em 1 copo de água fervendo
# 1 maço de cebolinha verde picado
# 1 maço de salsinha verde picada
# 2 dentes de alho cortado miudinho
# 1 tomate maduro cortado em cubinhos e sem sementes
# 1 pimentão verde cortado em cubinhos
# 1 colher de sopa de extrato de tomates
# Sal a gosto
# Pimenta do reino a gosto
# Água fervendo o necessário

Como Preparar Sopa Maravilhosa:
1. Numa panela funda coloque 1 colher de sopa azeite de oliva para esquentar 2. Acrescente o alho picado e a cebola, adicione os cubinhos de carne, o sal, a pimenta do reino e deixe dourar 3. Acrescente o caldo de carne dissolvido e ainda fervendo 4. Mexa para soltar da panela se for preciso 5. Adicione os cubinhos de batata e cubra com água fervendo, deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos colocando mais água para não secar 6. Quando a batata estiver macia adicione os outros ingredientes, prove o sal e por último acrescente a salsinha picada 7. Deixe por mais 2 minutos, retire do fogo 8. Sirva acompanhada de cubinhos de pão torrado
Extras:
Substitui a alcatra pelo músculo, ficou uma delicia, e super fácil de fazer,Se vc substituir tambem a carne por acem fica melhor!! e se usar o caldo da agua que cozinhou para realizar a sopa fica mto bom e bem temperado
Comente sobre Sopa Maravilhosa

Obs: O Ideraldo mandou esta receita para nós ontem. A Neth continua caprichando. Deve ter ficado uma delícia.
Vejam que ele esta esperando nossos comentários. Vamos fazer?


9 de jun de 2011

Convém-lhe costurar em casa?


“CASEIRO.” Usamos o termo com aprovação quando falamos de tortas ou de pão cozido ao forno. Mas, quando aplicado a costura doméstica, nem sempre produz o mesmo efeito.
Assim, há alguns anos, a moça se inclinava a ocultar que suas roupas foram feitas em casa, para que suas amigas não imaginassem ser ela tão pobre que não pudesse comprar roupas feitas. Mas, os tempos mudaram. Hoje, veste-se com prazer roupas feitas em casa, e a costureira se orgulha de seu trabalho. É semelhante ao tempo em que a moderna indústria de roupas não se tinha desenvolvido ainda.
A máquina de costura foi introduzida por volta da metade do século passado; antes disso, todas as roupas eram feitas à mão. A maioria das roupas eram feitas em casa pelas mulheres da família. Relativamente poucos podiam permitir-se ter roupas feitas por alfaiates profissionais.
Mas, com o advento da máquina de costura, cresceu a demanda de roupas feitas. Contudo, por certo tempo, as roupas caseiras eram tidas como as melhores. O termo “roupas de loja” tinha a conotação de ser baratas e sem estilo. Os cidadãos bem idosos talvez ainda se lembrem disso. Mas, ao melhorar a qualidade das confecções, praticamente todos começaram a usá-las, e costurar em casa perdeu seus atrativos.

Características Atraentes
Uma das características mais atraentes de costurar em casa é a economia resultante..
 Pode ser ainda maior a economia na confecção de cortinas e capas de móveis. É na confecção de itens maiores que se faz a maior economia.
Em média, contudo, as costureiras domésticas fazem roupas por 50 a 60% menos que teriam de pagar pelas roupas feitas. E a qualidade, que lamentavelmente inexiste em muitos dos hodiernos itens de confecção, pode ser empregada nas roupas e itens domésticos costurados em casa. A qualidade declinante das roupas vendidas a varejo é, em si mesma, boa razão para saber costurar. Como observou certa jovem de Cicero, Illinois: “É preciso saber costurar só para consertar o que se compra feito.”
Também, a costura em casa pode prover um meio verdadeiramente satisfatório de emprego da habilidade criativa e do gosto pessoal. Muitas mulheres derivam prazer e um senso de realização em costurar. Certa mulher disse: “Penso que precisamos voltar a um meio mais primitivo de fazer as coisas. Quando se costura ou tece, passa-se momentos bons e sossegados.”
Outra característica atraente da costura doméstica é a originalidade que pode ser alcançada. O tecido, o estilo e  adornos podem ser escolhidos para ajustar-se à pessoa e sua personalidade. Às vezes, as mulheres cristãs, desejosas de ‘se adornar em vestido bem arrumado, com modéstia e bom juízo’, têm dificuldades em encontrar roupas feitas que sejam modestas. (1 Tim. 2:9) Saber costurar lhes tem sido proveitoso.
A costureira doméstica pode também modelar suas roupas para destacar seus melhores aspectos e minimizar as falhas de suas formas. E, por ela mesma coser a roupa, pode obter um caimento perfeito, que, para algumas, é a característica mais atraente da costura doméstica.
Assim, se o custo crescente das roupas e sua qualidade minguante a preocupam, e tem dificuldade em comprar roupas que lhe caiam bem e que reflitam seu eu e sua personalidade da forma que deseja, a costura doméstica talvez lhe convenha. Mas, antes de começar nisso, há outros fatores a considerar.
Investimentos e Considerações
A costura doméstica exigirá certos investimentos de sua parte. Qualquer costura toma tempo, e o tempo amiúde é um item escasso em nossa vida atarefada. Também, talvez verifique que confeccionar roupas de qualidade leva mais tempo do que esperava, especialmente se estiver aprendendo. Dispõe-se a seguir todos os pormenores envolvidos na confecção duma roupa até que fique satisfatoriamente pronta?
Daí, há o investimento em equipamento a considerar. A maior parte dos equipamentos necessários, tais como agulhas, linhas, alfinetes, tesouras, alfineteira, dedal, fita métrica, e assim por diante, não são caros. Mas, se não possui máquina de costura, a compra de uma excelente e moderna pode ser grande despesa. No entanto, a máquina simples, talvez até uma de pedal, pode servir-lhe bem, e uma destas pode ser obtida por muito menos.

Se estiver pensando, talvez, em confeccionar roupas sem máquina de costura, isso levará muito mais tempo. A máquina é de valor incalculável para a costureira, como evidenciado pelo que aconteceu na década de 1830, quando o inventor francês, Barthélemy Thimonnier, pôs em operação as primeiras máquinas de costura. Uma multidão irada de alfaiates as destroçou, ameaçando tirar-lhe a vida por temerem perder seu ganha-pão.
Outra consideração para a mulher casada é o que pensa seu marido da costura doméstica. Talvez se sinta deleitado, ficando contente com a economia que pode significar no orçamento de roupas da família. Mas, alguns maridos talvez achem que o tempo da esposa pode ser melhor empregado em outros assuntos. Ou talvez objete a que sua esposa fique envolvida em costuras quando ele está em casa, à noite. Isto é algo que seria bom considerarem juntos.

Pode Aprender?
Talvez fique pensando: Quão difícil é costurar? Quanto tempo e esforço são necessários para se aprender isso?
Realmente, não é muito difícil. É uma perícia que pode ser aprendida pela estudante disposta. Isto se dá, em especial, se a costura é vista qual passatempo, como algo apreciado.
Há muitos excelentes livros sobre costura, cheios de ilustrações e de instruções passo a passo para as iniciantes. Podem usualmente ser obtidos numa visita a uma biblioteca pública. Também, talvez haja membros de sua família ou amigas íntimas que ficariam contentes de partilhar seus conhecimentos de costura com a leitora. Por certo, toda mãe que sabe costurar desejará ensinar à sua filha esta perícia útil.
A paciência é requisito supremo em se aprender a costurar. Disponha-se a seguir com cuidado as instruções. Dê um passo de cada vez, e faça-o de modo certo. Cada êxito aumentará sua confiança. Às vezes a pessoa que costura pela primeira vez faz um serviço melhor do que uma costureira experimentada só por ser mais inclinada a seguir as instruções. Que mesmo uma pessoa sem experiência prévia pode costurar é ilustrado por um pai de Nova Iorque que é carpinteiro por profissão.
Certa noite, decidiu costurar um roupão que sua esposa não acabara antes de ir deitar-se. Seguindo as instruções do molde, terminou o roupão e, de manhã, apresentou-o à sua esposa surpresa. Observou que costurar é similar à carpintaria — a costureira segue um molde, enquanto o carpinteiro segue uma planta. E isso é verdade, costurar é principalmente uma questão de seguir de perto as instruções. A operação duma máquina de costura em si é bem simples de aprender.
Suponhamos que decida tentar costurar, por onde começa?
Sugestões Para Iniciante
Se já aprontou seu equipamento de costura, o primeiro passo será provavelmente escolher o modelo. Boa regra nisso é: Evite tudo que for de estilo extremo. Escolha um estilo baseado em algo que aprecia em seu guarda-roupa atual. Não deve esperar que nenhum modelo se ajuste com perfeição, assim, escolha o tamanho que se ajuste melhor nos ombros e na parte superior do tórax. Outras partes do molde podem ser ajustadas mais facilmente.
Só depois de escolher o modelo deve escolher o tecido. A grande variedade de tecidos disponíveis hoje permite que a costureira doméstica escolha o tecido mais fácil de costurar e fácil de cuidar, uma vez pronta a roupa. Visto que o tempo que gastará confeccionando a roupa será quase o mesmo, sem considerar a qualidade do tecido, por que não torna proveitoso seu esforço por usar um tecido de boa qualidade?
Talvez hesite em tentar fazer seus próprios itens domésticos, mas, quando considera a simplicidade de confeccioná-los e a economia, isso a animará a tentar. Cortinas de toda espécie podem ser feitas com simples pontos retos, que a costureira doméstica achará fácil de dominar com relativa facilidade.
Também, tecido para lençóis pode ser comprado por muito menos que lençóis prontos. Estes podem ser cortados segundo o tamanho de sua cama, fazendo-se a bainha em ambas as pontas e sendo postos logo em uso. Mas, assegure-se de permitir um encolhimento de 10 por cento se o tecido for de algodão. Peças para fronhas, também, podem ser compradas. Corte-as para ajustar-se a seus travesseiros; costure-as de um lado e faça a bainha do outro.
Lembre-se, importante chave do êxito é encarar com confiança qualquer costura que faça.
Consertos e Alterações
Quando as roupas sofrem estragos ou precisam ser alteradas, muito dinheiro pode ser economizado ao se fazerem consertos em casa. Uma boa sugestão é, quando passar a ferro ou dobrar as roupas, ponha de lado as que precisam de consertos. Também, se vir que certo item tal como um casaco dum conjunto precisa de conserto, anote isto num bloquinho de anotações que conserva junto com todas as outras coisas a consertar.
Consertos à mão podem ser feitos quando a família está junta, vendo TV, talvez. Ao cerzir meias, uma lâmpada pode ser enfiada no pé da meia para mantê-lo em forma enquanto o cerze. Convide sua filha jovem a lhe dar uma mãozinha. Mostre-lhe como pregar botões e reforçar a linha, de modo que não escape.
Algumas das novas máquinas de costura têm características de fábrica que permitem cerzir o tecido livremente sob a agulha, assim costurando rasgões e partes descosidas. Mesmo sem esta facilidade, pode emendar à máquina por erguer levemente o calcador com uma das mãos enquanto move o tecido de um lado para o outro sob a agulha com a outra mão.
Alguns itens tendem a desgastar-se primeiro em um lugar. Por exemplo, os lençóis geralmente ficam mais finos no meio. Ao notar isto, rasgue o lençol de ponta a ponta pelo meio. Daí, costure as extremidades fortes, de modo que a parte menos gasta fique agora no meio. Daí, faça a bainha nas pontas, que antes eram o centro gasto do lençol.
Se as calças do terno favorito de seu marido ficaram finas no assento, poderá pegar um pedaço dum tecido similar e colocá-lo por dentro das calças e cerzir a área puída. O paletó provavelmente cobrirá o conserto, de modo que não será notado.
Muitas mulheres anseiam a vida mais quieta e menos corrida, quando poderão gastar mais tempo costurando em casa e cuidando de necessidades similares de suas famílias. Até a Bíblia observa quanto à esposa capaz: “Ela tem buscado lã e linho, e trabalha em que for do agrado das suas mãos. Ela estendeu suas mãos à roca de fiar e suas próprias mãos seguram o fuso.” (Pro. 31:13, 19) Assim, se não for agora, então, em algum tempo futuro, talvez bem que possa decidir que lhe convém costurar em casa.


Despertai 22/02/1974

8 de jun de 2011

Bolo de aveia


Ingredientes

  • 3 xic. aveia em flocos
  • 1 xic. chá de chá de cravo e canela bem forte
  • 1 1/2 xic. de açúcar
  • 1 xic. de manteiga
  • 1 colher (sopa) bicarbonato
  • 3 ovos
Modo de fazer


Deixe a aveia de molho no chá até amolecer bem.
Bater as gemas c/ açúcar, juntar manteiga formando um creme.
Acrescentar à mistura de aveia e mexer bem. 
Bater as claras em neve e misturar à massa.
Por último colocar o bicarbonato, mexendo levemente.
Assar em forno brando em forma untada.
Depois de pronto desenformar e cobrir com calda de ameixa.



O meu bolo esta sem cobertura , mas se você colocar ele ficará muito bom.




Caderno de receitas: Esta receita é de um dos meus cadernos de receitas que fiz em 1994.
Ganhei esta receita da Jane Fiori. Ela sempre gostou de fazer alimentação integral.
É realmente muito bom folhearmos nossos cadernos de receitas. 
Quando estava revendo essa receita me passou pela mente ela com as meninas pequenas.
Meu filho Leandro.... quanto tempo, quantas coisas aconteceram em todos esses anos, bom relembrar. Tem coisas difíceis, mas muita coisa boa também.
Que bom estarmos aqui, e continuarmos a fazer boas amizades.







Fim de semana...

Algumas fotos de nosso fim de semana na casa do Ivo e Sonia


 Olha onde a cacau foi se aninhar para dormir.













Almoço com nossos amigos num lindo restaurante...











 Olha só a Cacau, não é uma gracinha?

7 de jun de 2011

Panquecas deliciosas

Fim de semana na casa de nossos queridos irmãos e amigos: Ivo e Sonia  (pioneiros especiais)

Exemplo para as amigas.

Ivo deixou tudo que precisaria para a panquecas arrumadinho encima da mesa na noite anterior. Que capricho, não acham?





Ingredientes:
2 copos de farinha
1/2 copo de açúcar
1 pitada de sal (1/2 colher café)
1 colher de sopa fermento
3 ovos
1/2 copo de óleo
leite até dar ponto

Opção: bananas picadas na frigideira
- massa sobre as bananas.






Edélcio aprendendo a fazer as panquecas.
o Ivo esta misturando tudo em uma tijela funda, tudo na mão, não na máquina.

Ah! O marido disse que ficaria bom se tivesse coco nas panquecas...










A massa fica mais grossa em comparação com as panquecas salgadas que fazemos.











Edélcio observando e esperando uma panqueca de coco.















Ah! Antes de começar a fazer as panquecas coloque óleo na frigideira e limpe com papel toalha.
Entre uma panqueca e outra passe o papel que esta embebido do óleo da frigideira.
Quando ela esta toda furadinha é hora de virar....









A de coco saiu...
Coloque o coco sobre a massa na frigideira.
As panquecas ficaram uma delicia, e a companhia nem se fala.
Foi um fim de semana maravilhoso.

6 de jun de 2011

Bolo de cenoura




Ingredientes:
1 Colher(es) (chá) de açúcar de confeiteiro
10 Colher(es) (sopa) de farinha de trigo 
1 Colher(es) (chá) de gengibre ralado
1 Colher(es) (chá) de fermento em pó 
½ Colher(es) (chá) de manteiga 
2 Xícara(s) de cenoura ralada
½ Xícara(s) (chá) de açúcar 
1 pitada de cravos-da-índia em pó
2 ovos 



Modo de Preparo:
Colocar em uma tigela as gemas e a metade do açúcar. Bater com um batedor manual, até obter um creme. Misturar a cenoura, o gengibre e o cravo. Em seguida, adicionar, aos poucos, a farinha de trigo peneirada com o fermento, mexer com cuidado. Reservar. Ligar o forno à temperatura média. Bater as claras na batedeira até obter picos firmes. Juntar, colher a colher, o açúcar restante e continuar a bater até obter um merengue. Incorporar à massa e misturar delicadamente. Com a manteiga, untar uma assadeira de 20 cm de diâmetro, enfarinhar e despejar a massa. Levar para assar por 30 minutos, ou até que enfiando um palito, ele saia limpo. Retirar, desenformar ainda morno e polvilhar o açúcar de confeiteiro. Se preferir, decorar com tiras de cenoura.

Recebi esta receita por e-mail do Ideraldo Catine. Não perguntei a ele se a Claudionete ja fez, mas acredito que sim.
Bem! Vamos experimentar e dizer a ele o que achamos do bolo, ok?


3 de jun de 2011

Cafezinho na casa da Maisa e Valmir Proni





Valmir fazendo cafezinho.  (09/03/2008 - 18:40 hs)
Que bom dar uma passadinha na casa dos parentes!!! E irmãos na fé também!