3 de nov de 2011

Suas roupas — como mantê-las tão boas como novas



O QUE É que não tem boca mas “fala” a seu respeito a todo o tempo? Suas roupas! Sim, seu guarda-roupa reflete sua atitude para com você mesmo sua família e até mesmo seu emprego. E, em grande parte, não é o dinheiro que torna possível andar bem vestido; é saber como cuidar de suas roupas.
Além de sua aparência, há outra razão para cuidar de suas vestes — as roupas estão ficando mais caras. Visto que talvez compre menos roupas novas, torna-se mais importante manter em boas condições seu presente guarda-roupa.
Mas, como é que alguns conseguem parecer tão elegantes e asseados, ao passo que outros parecem tão amarrotados? O que faz a pessoa apropriadamente vestida para manter as suas roupas tão boas como novas?
Cuidados Diários
O segredo de cuidar corretamente das roupas é a preocupação diária — cultivar bons hábitos de cuidar de suas roupas. Provável é que o mais importante seja o uso regular de cabides. As roupas jogadas num monte ficam amarrotadas e não recebem o necessário arejamento. Vestes penduradas num gancho ou prego amiúde esticam.
Assim, não use apenas um cabide, tome tempo para ver que o item seja pendurado corretamente, e então abotoe o botão ou feche o fecho de cima. Se seu cabo do guarda-roupa está tão repleto que não se pode pendurar nada direito, então faça ajustes. Talvez se possa instalar outro cabo.
Depois de colocar um paletó, casaco ou outra roupa pesada num cabide, talvez seja proveitoso dar-lhe uma rápida escovada com uma escova de roupas ou uma escova de pelos, especialmente em torno do colarinho. Também, vez por outra escove por dentro dos punhos e dos bolsos. A sujeira removida não pode ficar entranhada, e, assim escovadelas regulares aumentarão a vida da maioria de suas roupas.
Notável exceção do hábito de pendurar são os suéteres e algumas outras roupas de malha. Assim, depois de usar um suéter, é melhor virá-lo ao avesso, deixá-lo perto duma janela aberta e arejá-lo por alguns minutos. Daí, vire-o de novo e o dobre cuidadosamente e o coloque numa gaveta.
Naturalmente, guardar corretamente as roupas não eliminará as calamidades que possam ocorrer enquanto usa uma roupa. Já foi “atacado” pelo molho de espaguete? Ou já escorreu sorvete de chocolate com aparente satisfação pela frente de seu novo vestido branco?
Sim, as manchas podem constituir verdadeiro obstáculo a manter suas roupas como novas. A remoção de manchas é realmente incluída nos cuidados diários com as roupas, porque o melhor tempo de combater uma mancha é imediatamente — se possível, antes que seque.
Para remover uma mancha, precisa saber como remover esse tipo de mancha do tipo de fazenda envolvido. Junto a esse artigo fornecemos orientações sobre a remoção de algumas das manchas comuns da maioria dos tecidos. Antes de aplicar qualquer outra coisa, tente água fria; não fixará a mancha. (Muitos tecidos não laváveis não são prejudicados por pequenas quantidades de água.) Ao tratar uma mancha, é melhor usar movimentos leves.
Se tiver de usar um solvente de qualquer tipo, use tão pouco quanto possível. Não respire seus gases, e mantenha o frasco bem longe das crianças. Também, antes de aplicar um solvente ou removedor químico a um tecido colorido, teste o removedor por passar um pouco numa parte interna para ver se a cor desbota.
Cuidados Semanais e Ocasionais
As roupas precisam dum programa regular de manutenção para se remover a sujeira e as rugas. Quão amiúde suas roupas precisam ser lavadas depende de quão freqüentemente cada roupa é usada. A maioria das famílias, porém, acham necessária uma ocasião semanal de lavagem de roupa. Leia as etiquetas com cuidado, de modo que saiba como lidar com cada artigo. Verificará ser melhor separar as roupas sujas em três grupos — as que precisam ser lavadas a seco, as que precisam ser lavadas e passadas, e as que só precisam ser lavadas (tais como roupas do tipo “lave e vista”).
Ao juntar as roupas para mandar para lavagem a seco, examine-as para ver se há puimentos, falta de alguns botões e pequenos estragos. Conserte-as então ou faça uma anotação para que se lembre de consertá-las depois. Ademais, diz Margret Hanson em The Care We Give Our Clothes: “Se houver quaisquer manchas, escreva numa folha de papel a causa de cada mancha. Prenda as notas às manchas com alfinetes de fralda. Se fizer isso, seu tintureiro saberá como remover cada mancha.”
Quanto às roupas que lava, quer à máquina quer à mão, é primeiro necessário remover quaisquer manchas. Em aditamento, é bom ter presente que as roupas durarão mais se se esforçar em conservar a força de suas fibras. Duas deixas a respeito: Ao lavar à mão, trate com brandura a roupa e não a torça nem esprema demais. Em segundo lugar, enxágüe tudo cabalmente de modo a remover todos os vestígios de sabão ou detergente.
Alguns itens que talvez ache que precisam ser lavados a seco podem realmente ser lavados em casa se tiver cuidado. Por exemplo, pegue um suéter de lã que precisa de lavagem e estenda-o sobre um pedaço limpo de papel (não de jornal). Risque rapidamente o formato do suéter no papel. Poderá então lavar o suéter em água fria com um sabão especial para água fria ou com água tépida e mole, e branda espuma. Depois de enxaguá-lo duas ou três vezes em água da mesma temperatura, esprema-o brandamente para remover a água. Daí, enrole-o numa toalha, para que absorva mais água. Agora molde o suéter segundo o formato traçado e o deixe sobre o papel para secar, num lugar longe do calor e da luz do sol.
Naturalmente, mesmo se suas roupas estiverem limpas, não parecerá bem vestido se estiverem enrugadas. Muitas roupas precisam ser passadas a ferro depois de cada lavagem. Outras roupas, contudo, precisam ser freqüentemente passadas a ferro. Se fizer isso você mesma, ao invés de mandá-las para o tintureiro, poupará consideravelmente. Há diferentes métodos de passar a ferro, no sentido de erguer o ferro e “comprimi-lo” contra o tecido, ao invés de deslizar o ferro por sobre ele. Isto é usualmente feito no lado avesso duma roupa, mas poderá ser feito na “face” externa se for usado um pano de passar roupa.
Cuidados ocasionais com suas roupas são realmente uma questão de guardá-las corretamente, de modo que, quando as deseja de novo, elas estejam em condições de uso. A chave é: (1) Um local seco e limpo e (2) todas as roupas serem limpas antes de guardá-las. Como vê, as traças preferem lã suja, e o mofo (diminuta planta) gosta de lugares úmidos e quentes. Também, é melhor não engomar as roupas antes de guardá-las, visto que as roupas engomadas mofarão mais rápido do que as que não o forem. Se não for possível lavar a seco certas roupas que guarda, a melhor coisa a fazer então é arejá-las cabalmente e escová-las no lado avesso e no de fora. Por fazer isso, poderá remover com a escova os ovos ou larvas de traças. Guarde suas roupas, sempre que possível, em caixas, sacolas, gavetas ou armários hermeticamente fechados.
Mas, alguém talvez raciocine: ‘Mesmo que eu faça tudo isso, as roupas rasgam; ficam velhas e por fim se gastam.’ É verdade. mas não se apresse em jogar fora uma roupa danificada ou velha.
Consertos e Reformas
Qualquer pessoa, inclusive solteirões, podem aprender a fazer simples consertos em roupas. Se impedir que pequeno furinho aumente ainda mais, talvez poupe uma roupa cara. Há livros em muitas bibliotecas sobre como remendar e cerzir tecidos. E, como se dá com qualquer tarefa, precisa dos instrumentos corretos — assim, mantenha uma caixa ou cesta de equipamento de remendar. Sempre inclua um suprimento de botões extras; um alfinete de fralda onde deveria haver um botão certamente não é atraente.
Mas, o que dizer dum grande rasgo ou uma mancha feia que não sai? É aqui que sua imaginação pode ser testada. Especialmente, no caso de roupas de mulheres, é relativamente fácil, para exemplificar, costurar uma série de triângulos de tecido, ou outros formatos na frente dum vestido. E um desses triângulos pode ser colocado bem em cima daquele rasgão ou mancha!
Similarmente, amiúde é o colarinho duma roupa que é primeiramente gasto ou sujo. Por que não o remove e faz um colarinho de estilo diferente para a roupa ou faz um colarinho novo de um tecido complementar? Assim elimina o problema e, ao mesmo tempo, dá nova aparência a roupa.
Uma vez estude as possibilidades, as variações são infindáveis. Blusas de mangas compridas se tornam blusas de mangas curtas. Velho vestido pode ser transformado numa saia ou num jumper. Um vestido com mancha feia na saia pode ser cortado e transformado em blusa. Nunca subestime o que novos acessórios — tais como uma echarpe, um cinto ou um broche decorativo — podem fazer por uma roupa não tão nova. Considerando isso como desafio criativo, e ousando fazer experiências, talvez verifique que se sente mais feliz com o “novo modelo” do que se sentia com o original!
Quando considera seu guarda-roupa, observe que tecidos mantiveram aquela aparência tão boa como nova por mais tempo. Daí, ao fazer compras, compre com olhos voltados para a durabilidade.
Ademais, ao passo que não é sábio ficar preocupado demais com que vai vestir, lembre-se de que amiúde, antes de abrir sua boca, suas roupas já “falaram”. Uma pessoa vestida com esmero usualmente granjeará maior respeito e consideração de outros — tudo o que constitui motivos adicionais de cuidar de suas roupas.




2 comentários:

  1. Que delícia ler estas dicas e sugestões. Os cuidados com as roupas são muito importantes, principalmente para quem usa muito as roupas sociais.
    Um beijo Rose, lindas as suas roupas ai bem dobradinhas.
    Um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom este post! É uma super matéria muito útil! Gostei! Eu costumo cuidar das minhas roupas e alguns conselhos vão ser-me muito úteis!

    Bjs

    ResponderExcluir