29 de nov de 2011

Cuidar da casa com alegria

A “esposa capaz”


No livro de Provérbios, escrito no passado, há uma descrição apropriada da esposa capaz. 
 Em vez de ser oprimida ou vista como inferior, a esposa capaz é valorizada, respeitada e considerada digna de confiança.
A “esposa capaz” do capítulo 31 de Provérbios trabalha com vigor e diligência. 
Suas mãos executam qualquer trabalho com prazer. Ela faz transações comerciais e até mesmo imobiliárias. Examina um campo e o compra. Faz peças de roupa de baixo e as vende. Dá cintos aos comerciantes. Mostra vigor em tudo o que faz. Além disso, suas palavras de sabedoria e sua benevolência são muito apreciadas. Por isso, ela é muito estimada pelo marido, pelos filhos e, mais importante ainda, por Jeová.
As mulheres não devem ser vítimas oprimidas de homens que se aproveitam delas, as maltratam ou as sujeitam a todo tipo de abusos. Em vez disso, como “complemento” do marido, a mulher casada cumpre esse papel com alegria e competência. — Gênesis 2:18.

28 de nov de 2011

Elegância em amarelo - Sugestões para o quarto da Cléo









Sempre gostei muito de decoração, assim... no decorrer dos anos
guardei literaturas interessantes sobre o assunto.
A Cléo, que mora em Portugal, me pediu sugestões para o 
seu quarto. Ela vai pintá-lo de amarelo.
Os tons de amarelo passam uma sensação de alegria, calor, espaço e luz.
A Cléo quer pintar o móveis de branco. Ficará lindo e ela pode optar
por cores contrastantes para a decoração.
Tudo depende do efeito que ela deseja para seu quarto.
Cléo: Espero que goste das sugestões e nos mande as fotos de como ficou o
quarto para podermos apreciar.



24 de nov de 2011

Alegrando o ambiente....

 Esta peça já esteve aqui nesta sala, mas bem diferente.
Depois foi para  o quarto de hóspedes, que ficou sendo sala,
teve problemas com alguns bichinhos, que foi resolvido,
agora voltou para a sala, que esta mudada.
Mas precisava de alguma mudança.
Resolvi tirar as portas e comecei a colar algumas
figuras que tinha guardado.
 Colei-as no fundo, mas não deu para terminar,
assim resolvi usar as sobras de tecido
dos sofás que fizemos a algum tempo.
Sabe que deu certo.
 Ficou bom ter as fitas de vídeo à mão,
e minhas bonequinhas do mundo por perto...
Pretendo mudar as outras partes dessa peça,
Mas vamos devagar...
Quando estava terminando minha tia Alaíde chegou com essa orquídia linda
de presente.
Interessante que combinou com o vaso verde (esse eu pintei),
com a bandeja de prata envelhecida que ganhei quando me casei,
e com o lindo jogo de xícaras que meu filho me trouxe de NY.
Ah! A onça pintada ganhamos de uma amigo quando fomos a Manaus.
Como é bom quando deixamos nossa casa
do jeito que gostamos!






As lavadeiras fazem assim....




“As lavadeiras fazem assim . . .”
EM MUITOS países, tais palavras são bem familiares a gerações de crianças que, entusiasticamente, as tem cantado e dançado conforme esta famosa rima infantil. Mas, se a idéia de lavar roupa dificilmente faz a leitora ou o leitor pular de alegria, considere o seguinte: Depois dum banho de chuveiro ou de banheira, não é revigorante enxugar-se com uma toalha fofa, recém-lavada? Que homem não se sente mais asseado e confortável ao usar roupas limpas? Ora, até mesmo as crianças parecem ter prazer em usar roupas limpas e cheirosas — mesmo que seja por bem pouco tempo!
Lavar a roupa é, assim, muito mais importante para nossa vida e nosso bem-estar do que muitas vezes nos damos conta. No entanto, o modo como lavamos nossas roupas pode depender de onde vivemos no mundo.
Lavar sem Máquinas de Lavar
Em muitos países ricos, as palavras “lavar roupa” se tornaram inseparavelmente ligadas à palavra “máquina”. Nos países mais pobres, porém, lavar roupa é, com freqüência, algo ainda feito a mão, e com resultados surpreendentemente bons! Tome, por exemplo, aquelas roupas brancas, difíceis de lavar. Nos países de clima quente e seco, as mulheres aproveitam o sol.
O processo é simples. Enche-se uma bacia de água e de generosa quantidade de sabão ou de detergente. As peças brancas são mergulhadas na água e as mãos da lavadeira laboriosa agitam vigorosamente a água, forçando a água ensaboada a penetrar no tecido. Caso não haja disponibilidade de alvejantes comerciais, algumas usam outros alvejantes consagrados pelo uso, tais como vinagre de coco. Daí, depois de rápida enxaguada, as roupas molhadas são colocadas sobre convenientes arbustos ou cercas, e ficam quarando até se tornarem imaculadamente brancas. Então, são novamente postas na bacia para muitas enxaguadas e uma segunda secagem, sob o quente sol tropical. Com que resultado? Tecidos brancos que reluzem com jovial limpeza!
Uma dona-de-casa que more perto dum rio ou dum riacho talvez experimente um método um pouquinho diferente. Primeiro, ela escolhe um bom local, tal como um barranco do rio que desce suavemente em direção à água. Se o rio corre rápido, porém, ela é cuidadosa de escolher um recesso tranqüilo em que exista pouco perigo de suas roupas serem levadas pela correnteza. Há, ali perto, uma pedra grande? Muito bem. A dona-de-casa usa então uma espátula de madeira para bater a roupa molhada contra a rocha. A sujeira é literalmente expulsa do tecido.
Máquinas de Lavar — No Passado e no Presente
Nos países abastados, a lavagem de roupa a máquina tem praticamente eliminado a lavagem manual. Mas as máquinas de lavar remontam a mais tempo do que talvez se de conta. Na Idade Média, na Europa, a tina era o meio popular de lavar roupa, até que foi gradualmente substituída pela caldeira a vapor. Mais tarde, no século 19, surgia uma máquina de lavar roupa parecida com seu correspondente moderno. Em 1830, uma lavanderia inglesa usava um cilindro rotativo que jogava as roupas em água quente com sabão. Este método básico permaneceu imutável até os dias de hoje.
Entretanto, a máquina de lavar roupa não pegou com facilidade. As usuárias verificavam que a manivela era dura demais, tanto para a roupa como para a pessoa que a girava. Assim, já no fim do século 19, a tábua de bater roupa, a tina e o espremedor manual eram o equipamento preferido de muitas donas-de-casa.
A máquina de lavar, porém, ressurgiu em 1910, com o aparecimento da primeira máquina movida a energia elétrica. Doze anos depois, surgiu em cena a primeira máquina do tipo que agita as roupas. Desde então, incontáveis aprimoramentos e ajustes foram feitos nas lavadoras. Algumas empresas até começaram a comercializar máquinas controladas por computador que, ao apertar dum botão, “determinam quão sujas estão suas roupas e então seleciona o detergente e o método de lavagem ideais”. — Popular Science (Ciência Popular), de julho de 1990.
Dicas de Como Usar as Lavadoras
A lavadora automática padrão é comum em muitas casas ocidentais. “Automática”, contudo, não significa que possa ser usada sem os devidos cuidados. Por exemplo, nas lavadoras com abertura na parte superior, uma quantidade de roupa não distribuída uniformemente pode fazer com que a máquina deslize pelo chão nos ciclos de agitar, provocando toda espécie de estragos em sua lavanderia. É possível que se formem gases perigosos, caso empregue alvejantes que contenham cloro misturado com amônia. Assim, siga as recomendações básicas de segurança. Não enfie as mãos na máquina até que ela pare por completo. Desligue-a da tomada, antes de tentar fazer qualquer manutenção. E não permita que seus filhos operem ou brinquem com sua lavadora.
Mas, como pode ter certeza de obter resultados satisfatórios quando coloca certa quantidade de roupas para lavar? 
Eis aqui algumas sugestões básicas:
□ Esvazie todos os bolsos, virando-os ao avesso.
□ Abaixe os punhos, e retire com uma escova a sujeira solta.
□ Amarre cordões e cintos de tecido, de modo que não se embaralhem uns nos outros.
□ Feche os zíperes, fechos de pressão e ganchos, de modo que não agarrem outros itens.
□ Procure remover manchas e nódoas antes da lavagem da roupa.
□ Não sobrecarregue a máquina. Isto poderá resultar numa lavagem ineficaz, deixar o tecido mais amassado, provocar mais fiapos e desgastar sua roupa.
Admitidamente, muitos ainda têm de lavar roupa no estilo antigo — a mão. Mas, quer sua máquina de lavar seja uma tina de metal, um riacho d’água, quer seja uma maravilha mecânica computadorizada, os resultados podem fazer valer os seus esforços — roupas limpas e brilhantes para si e sua família, bem como a satisfação de um trabalho bem feito!

Fonte: G91 22/1

22 de nov de 2011

Caminhando...observando....

 Ao caminhar para uma visita matinal.... quantas coisa podemos ver!
As jacas estão lindas...
 E esse cantinho debaixo das mangueiras... que capricho!
 Pássaros... cuidando de seus ninhos.
 Flores nas calçadas...
E um lindo gatinho no muro da casa de minha mãe..
Linda manhã!

Cantinhos preferidos da casa da Cléo em Portugal









Nossa casa, nosso lar, é feito de pequenas coisas,
não são só os móveis, mas a maneira como estão colocados,
os detalhes sobre eles...
as fotos, as flores... cada mimo que fazemos a nós mesmas.
Que lindos são seus cantinhos preferidos.
Obrigada querida amiga por compartilhar conosco.
Fica o convite para que outras amigas mandem fotos
de seus cantinhos preferidos ou da decoração de suas casa.
imagino quantas ideias lindas nossas amigas tem.
Tenham uma boa noite.

Rose

21 de nov de 2011

Bolo de queijo com coalhada.

Vamos ver o que mais temos na geladeira.
Queijo parmesão e coalhada. Bem!... que tal um bolo.

Ingredientes:
2 xícaras de açúcar
4 ovos 
3 colheres de manteiga derretida
4 xícaras de farinha de trigo
5 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
3 xícaras de coalhada
1 xícara de chá de baunilha
2 colheres de sopa de fermento em pó.

Modo de fazer:
Faça um creme com o açúcar e os ovos,
acrescente a manteiga derretida, mexa bem,
coloque o restante dos ingredientes
e leve ao forno pré-aquecido.
Forno médio.





Lasanha com berinjela. Segunda-feira?

 Hum!!! Segunda-feira não deveria ser lasanha, mas...
precisamos ver o que há na geladeira.
Nada pode estragar, custa para ganhar!
Assim, vamos usar o que temos para o almoço.

2 berinjelas... Tire as cascas das berinjelas, pique ao comprido,
coloque em uma vasilha que tenha tampa.
Escalde com água fervente, tampe e reserve.
 Agora vamos fazer um molho Rico?
Temos:
12 tomates, pique e bata no liquidificador,
Acrescente 1 pimentão verde sem semente,
2 dentes de alho,
1 fio de azeite,
1 colher sobremesa de curry,
1 pimenta dedo de moça,
1 folha de louro,
manjericão canela (do quintal)
sal
1 cebola
1/2 copo de vinho tinto seco
340 gr. massa de tomate

Ferva até apurar. Ficou uma delícia!!!!

 Montando a lasanha...
01- Coloque um pouco de azeite na forma,
02- Molho
03- Massa Lasanha fresca
04- Berinjelas
05- Molho
06- Presunto
07 - Mussarela e molho
08- Massa Lasanha fresca
09- Presunto
10- Mussarela
11- Molho
12- Já coloquei o molho...
13- Papel alumínio
14- Depois de 30 minutos em forno pré-aquecido quente,
tire o papel alumínio e coloque queijo 
parmesão ralado. Volte ao forno até derreter o queijo.
15- Pronto.. 
Agora é só comer.... 
Se sobrar, esquente no micro à tarde, como eu fiz.

Mas, só faça isso de vez em quando....
Caso contrário....
"Amigas que engordam"


Espírito do lar feliz.

 A cômoda ainda não esta pronta,
vai ficar linda quando estiver toda branca.
O espelho... gostei dele aí.
Rosas que secaram no vaso também
dão um toque especial.

 Aos poucos estou mudando a decoração do quarto,
assim posso pensar o que realmente quero fazer...

O suporte do chapéu e
das bijuterias comprei no $2,99 cada um,
pintei de branco...
Tudo à mão...

Bem! Deixe que o espírito dum lar feliz e bem arrumado se irradie 
em você e sua família.
Faça algumas mudanças...sem gastar muito.
A semana só esta começando.
Tenha um lindo inicio de semana.
Rose

19 de nov de 2011

Visitando - Casa da Áurea 1

"O tempo do homem é só um instante no Universo", ouvi essa frase e
fiquei pensando em quantas coisas gostaríamos
de congelar naquele instante.
Como é bom poder fotografar...
Assim podemos congelar o instante.
Como a gatinha, paridinha. observando...
Como que esperando ser fotografada.

 Não importa o espaço que temos...
Que tal fazer um jardim?
O jardim da Áurea é acolhedor, florido,
muito bonito. Reflete bem o cuidado que ela tem.

------------------------------------------------------
Cada pessoa tem um modo de viver. 
Vamos a partir de hoje colocar 
a casa das Amigas.
Quanta coisa linda!!!




18 de nov de 2011

Pausa para o cafezinho...

 Pausa para um cafezinho...
Recebendo visitas,
A mãe dando uma voltinha,
O Pedro parou para um café...
Que bom... tarde agradável....
E que dizer dos visitantes do jardim...
O beija-flor .... curioso ...
E as hortênsias brancas.. lindas!
Que bom viver!!!


16 de nov de 2011

Depois da chuva... Bolo-torta de coco

Dia chuvoso, o ar fica mais agradável...
após chuva o beija-flor volta .... e posa para a foto.
Que lindo!!!
Coisa simples alegram nossa casa... nossa cozinha.
Rosas...como são lindas!
E uma toalha de mesa com rosas... completa o ambiente.
Ah! Os vasos... simples vidros transparentes de azeite...
Mas ficam muito bem num arranjo de mesa...
Experimenta, e se não tem rosas no jardim...
Compre alguns botões, como eu fiz.
Minhas roseiras ainda não deram flores.
Para completar o dia, que tal uma receita que há muito eu não fazia,
ganhei esta receita da Nida (Leonilda Mantoan),
Faz 32 anos que me casei... bem esta receita é desta época.
Bom relembrar.
Melhor ainda...saborear.

Bolo-torta de coco

Ingredientes:
4 xícaras de farinha de trigo
2 ovos batidos
2 xícaras de açúcar
2 colheres de manteiga
2 xícaras de leite
2 colheres sopa de fermento em pó

Bata os ovos, acrescente o açúcar, faça um creme.
Coloque a manteiga derretida,
farinha de trigo, açúcar e o fermento.
Forno médio em uma assadeira grande.

Creme

2 copos e meio de leite
2 gemas
2 colheres de maisena
açúcar a gosto.

Bater no liquidificador, levar ao fogo mexendo até engrossar.

Depois do bolo assado coloque o creme, 1 pacote de coco ralado 
e 1 lata de leite condensado por cima e volte ao forno para dourar.


Como é bom... dia chuvoso, mesa arrumada, família reunida e
ter algo gostoso para os que porventura
possam passar por aqui.
Felizmente sempre alguém passa... que bom recebê-los.








15 de nov de 2011

Alegrando a cozinha


Coisas simples podem fazer a diferença.
Que tal um cortina nova..
tecidos combinando para forrar as cadeiras.
Que cor você gosta?
Mas... e que dizer de experimentar algo novo...
As vezes o improvável fica lindo.
Use, se possível coisas que você já tem.
Podemos falar assim..
procure no fundo do baú...
bem, talvez não tenha baú.
Mas sempre guardamos alguma coisa para usar um dia,
Talvez esse dia chegou.
Vamos mudar a cozinha?

Tenha uma boa noite
Rose

11 de nov de 2011

Mimo para sexta-feira

Podemos ver o mundo de uma forma mais simples....
O que pensa uma criança ao olhar e brincar
com os passarinhos...
Tudo é novo, curioso, lindo!
A vida passa devagar...há tempo para observar...
E nós... como permitimos que passe a nossa vida,
nossas horas, minutos...
O tempo não para, mas, podemos usar isso a nosso favor.
Tire tempo para meditar... nas obras maravilhosas do Criador.
Tire tempo para observar... flores, pássaros, pessoas...
Quando olha para um idoso, o que vê?
Rugas, costas encurvadas, pernas frágeis, mãos tremulas?
Ou...vida cheia, experiências que não temos nem noção...
se não perguntarmos...
Quantas coisas esses olhos que hoje estão turvos, já viram com nitidez...
Quanta vida, amores, alegrias e tristezas...já viveu...
Amo conversar com minha avó, embora o tempo lhe cobre muito,
pois fará 99 anos no inicio do ano...
ainda tem coisas para contar...
e com que animo ela conta.
Assim...
Tire tempo para si mesma... aprenda, escute, fale...
faça algo que lhe de alegria.
Tire tempo este final de semana prolongado,
para rever os amigos, familiares, ou simplesmente
ficar em casa com a família....
mas, fazendo algo diferente.
Que tenhamos novas experiências pra contar, compartilhar
com nossas amigas.
Tenham uma boa noite e um feliz final de semana.