31 de mai de 2011

Bolo Espera Marido


Bolo Espera Marido


Ingredientes:


3 ovos
3 xic. de açúcar
3 xic. de farinha de trigo
1 pires de coco ralado
2 colheres (sopa) manteiga ou margarina
2 colheres (sopa) óleo
2 colheres (sopa) fermento - pó royal
2 xic. de leite
1 pitada de sal
gotas de baunilha


Modo de fazer:


Bata as claras em neve; as gemas com o açúcar, a manteiga e o óleo.
Depois de bem batido junta-se o trigo, o fermento, sal, o leite, baunilha e por último o coco.
Forno médio


Cobertura: Em uma panela pequena, coloque 1 xic. de leite, 1 colher de manteiga, 1 xic. de açúcar.
Ferver e espalhar sobre o bolo ainda quente. Espalhe coco ralado.


Obs: Esse foi o primeiro bolo que fiz  para o meu marido quando nos casamos. (21 de julho já fazem 32 anos) Acho que é foi por causa do nome. 





Pão de minuto


Pão de minuto


Ingredientes:


3 xic. de farinha de trigo
2 colheres (sopa) pó royal
2 colheres (sopa) manteiga bem cheia
2 colheres (sopa) açúcar
1 xic. de leite
1 ovo
1 pitada de sal

Modo de fazer:


Misture bem os ingredientes. Amasse bem, faça pãezinhos e leve ao forno quente por 15 minutos.




30 de mai de 2011

Bolo Chocolate com Maizena


Bolo fácil de chocolate com maizena

Ingredientes

  • 1 Xícara(s) açúcar
  • 1 Xícara(s) margarina
  • 4 Unidade(s) ovos
  • 1 Xícara(s) farinha de trigo
  • 1/2 Xícara(s) amido de milho MAIZENA®
  • 1/2 Xícara(s) chocolate em pó
  • 1/2 Xícara(s) leite
  • 1 Colher(es) de sopa fermento em pó
  • A gosto Para untar e enfarinhar: margarina farinha de trigo

Modo de preparo

  1. Unte e enfarinhe uma fôrma média ( 24 cm de diâmetro). Reserve.
  2. Preaqueça o forno em temperatura média (180°C).
  3. Bata na batedeira o açúcar, a margarina e os ovos até obter um creme fofo e homogêneo.
  4. Adicione aos poucos, a farinha, o amido de milho MAIZENA e o chocolate, alternando com o leite e bata até obter uma massa cremosa e homogênea.
  5. Retire da batedeira, acrescente o fermento e misture delicadamente de baixo para cima.
  6. Coloque a massa na fôrma reservada e leve ao forno por 35 minutos ou até que um palito, sendo espetado na massa, saia limpo. Desenforme enquanto estiver morno.
Tempo de preparo:
De 30 minutos a 1 horas
  • Serve: 3 a 4 porções

    Receita - Guga Barros ( ele esta até pensando em ser chef de cozinha, boa profissão!)
  • Faxinando...agradável?

    Quadro: Olga Sardinha - minha mãe


    Estava pensando...roupa lavada, no varal, agradável de se ver...
    Lembrei-me quando na casa de minhas avós, elas punham aqueles lençóis branquinhos, voando pelo céu com o vento suave, quantas lembranças boas...
    Ficamos tão estressados neste mundo moderno que as vezes esquecemos as coisas boas da vida.
    Mas, como poderia dizer: "Limpar a casa é uma coisa boa?"
    E não o é?
    O que é agradável ao limpar a casa?
    Imagine uma casa suja, sem cuidados... Como você se sentiria? E a sua família?
    Quando estamos em um jardim... feche os olhos, todas aquelas flores multi coloridas, que lindo!! E o perfume... a brisa suave roçando em seu rosto...acalma o coração.
    Porque não fazer de nossa casa esse lindo jardim?
    Na verdade não é uma questão de dinheiro. Muita gente com muito dinheiro, nem se lembra de olhar para sua casa.
    E para deixá-la bonita, não precisamos de muito...
    A ordem agora é reciclar. Já pensou o que você pode reciclar em casa?
    Fala-se tanto sobre reciclagem do lixo. Ótimo! Temos de fazer a nossa parte.
    Até nós mesmos, de tempos em tempos temos de nos reciclar.
    Mas que tal reciclar os móveis, ou simplesmente mudar de lugar?
    Mude as paredes, coloque quadros, vasos de flores, e o que mais desejar...
    Fotos, sim , muitas fotos...
    E ao lavar roupa?
    Como é agradável o cheiro de roupa limpa.. Já sentiu?
    Quando acaba de limpar o quarto por exemplo, olha para admirar o que acabou de fazer?
    Experimente!!!
    Ter prazer em fazer, por amor a família e por amor a nós mesmas.

    27 de mai de 2011

    Emagrecer...



    Emagrecer começa na cabeça... precisamos mudar a mente, o modo como encaramos a vida.
    Porque quero emagrecer? Já parou para pensar sobre isso?
    Você esta preocupada em agradar a alguém? Ou simplesmente quer se adaptar ao que a mídia mostra sobre o que é uma figura bonita?
    Primeiro analise seus objetivos - É só o visual ou deseja sentir-se saudável.
    A medicina oriental  nos vê como um todo.
    Assim, é bom fazer uma analise e descobrir: "O que aconteceu comigo? O que me faz comer por impulso?"
    Estamos em constante renovação. Nosso corpo funciona sem precisarmos mandar. Mas, o que fazemos no nosso dia a dia irá refletir nesse trabalho invisível.
    O que pensamos, o que comemos, o que bebemos, nosso sono, nossos sonhos, tudo enfim, ficará visível em nós.
    O que vê quando olha no espelho? É agradável para você?Como acha que as pessoas vêem você?
    Será que é nossa aparência física o problema?
    Lembre-se do que significa Do-In - De volta para casa.
    Podemos fazer um diário para percebermos o que estamos fazendo com nossa casa, nosso corpo.
    Ao trabalho, que tal começar a cuidar da casa?

    Bolo de fermento

    Inês Maria Rossi - mãe da Edenilza


    Quando me casei, eu, a Vilma Gosmin, D. Inês, e acredito que outras vizinha, ah! a Nida também, todas nós fazíamos este bolo.
    Hoje resolvi fazer e convidei a Edenilza para comer e minha mãe também. Ah! O Edélcio também gostou.
    Que bom relembrar esta sendo relembrar essas receitas e também os sabores...
    Outra coisa interessante. D. Inês escrevia como falava, mas, o importante era o amor pela família, fazendo coisas saborosas para eles.
    Muitas outras mulheres, donas do lar eram e são iguais a D. Inês.
    E o mais lindo sobre elas, é que não importa as situações que passaram ou passam, sempre colocam a felicidade da família em primeiro lugar.

    Vamos a receita nos dias de hoje:

    Bolo de fermento

    Ingredientes:

    50 grs de fermento p/ pão (fresco)
    3 xic. de leite
    2 xic. de açúcar
    1 kg de farinha de trigo
    2 colheres de manteiga
    3 ovos

    Modo de fazer


    Coloque o leite, ovos, açúcar e fermento em uma bacia. Misture bem e deixe descansar 20 min.
    Acrescente a manteiga e o trigo. A massa ficará como massa de pão, mas bem mole.
    Coloque em uma forma untada com manteiga.
    Passe manteiga nas mão para acertar a massa na forma.
    Deixe crescer 1 hora.
    Forno médio até ficar assado.

    Obs: Se desejar coloque em formas de pão. Acrescente passa e frutas cristalizadas (Passe na farinha de trigo antes)

    25 de mai de 2011

    Lembranças, saudades, fotos...


    Alguns tem poucas, outros muitas, outros....nem se fala.
    Mas, a verdade é que todos gostamos de ver e rever nossas fotos.
    Quantas lembranças agradáveis, quanta saudades, tudo num momento, que pode ficar gravada toda uma vida, e ainda passar para filhos, netos e até mesmo cair em domínio publico.
    Até mesmo, muitas vezes, sentimos não ter fotografado algum lugar ou alguém em especial, pois se o tivéssemos feito, pelo menos poderíamos olhar para a foto e relembrar.
    Hoje com as máquinas digitais, se tornou mais fácil eternizarmos um momento.
    Assim, não deixe de fotografar sua família, seus amigos, a natureza.
    Faz bem ao nosso coração, olhar... pensar e relembrar bons momentos, e compartilhar com as amigas.

    24 de mai de 2011

    Caderno de receita - D. Maria Inês, mãe da Edenilza


    É agradável quando podemos recordar bons momentos de nossa vida.  Ao perguntar para a Edenilza o que vinha na mente dela ao folhear o caderno de receitas da mãe dela, ela descreveu assim sua lembranças:
    " Senti saudades de minha mãe. Ela escrevia como falava. Lembro-me dela na cozinha, fazendo comida, casa impecável, alumínios brilhando...mãe cuidadosa. Penso como seria se hoje ela visse a cozinha reformada, ....era o que ela queria muito!"

    Neusa comentou: "Devia ser um mulher humilde, zelosa, caprichosa"

    Bem! Quanto a mim, as receitas me fizeram lembrar quando, recém-casada, morava na frente da casa dela.
    Sinceramente, estou gostando muito de fotografar, ler e falar sobre os cadernos de receitas, são realmente uma maneira de revermos nossa própria história.
     
    D. Inês Maria Rossi, mãe da Edenilza






    Olha a curiosidade com os cadernos de receitas!!!!



    22 de mai de 2011

    Domingo....almoço na casa da Edenilza











     Quão bom é estarmos juntos com nossos irmãos e estudantes da Bíblia.
    Passamos momentos agradáveis juntos.
    Além de uma gostosa refeição, feita na casa de cada um. Assim, fica mais fácil. Não acha?























    Araras - 22/05/2011

    20 de mai de 2011

    Pão de aveia com linhaça





    Quando fazemos pão, em que pensamos?
    É bom comer, sabor agradável... Bem! Tudo isso é importante, mas, o que mais esta envolvido?
    Os ingredientes que usarmos farão diferença em nosso corpo. Não só isso, farão diferença em nossa mente. 
    Imagine o que alimenta o nosso cérebro, nossas glândulas, nosso sangue. 
    Lembre-se de uma planta. Se tiver água, boa terra e bons nutrientes, ficará linda.
    O mesmo acontece conosco. 
    E o sorriso de nossa família...isto não tem preço!!!

    Bolo de amendoim


    Como é bom ter amigas compartilhando conosco suas receitas preferidas.
    Mas lembre-se que pessoas com problemas hepáticos deve evitar comer amendoim.

    17 de mai de 2011

    Bolo de vinagre

    Ingredientes

    3 ovos
    1/2 xic. de óleo
    3 colheres/sopa vinagre
    11 colheres água
    2 xic. de açúcar
    3 xic. de farinha de trigo
    1 colher de fermento

    Modo de fazer:

    Misturar todos os ingredientes, bater muito bem e colocar em forma untada.

    Obs: Ganhei essa receita da Eliane, nora da Lola do Caio Prado, quando estava com minha sogra no hospital (ela tinha feito uma cirurgia na perna).
    Não experimentei ainda fazer esse bolo, mas ela me disse que fica muito bom.

    Exercícios....

    Recebi este pequeno vídeo, e veja quem esta fazendo exercício para comer mais um queijinho.

    Que tal fazer exercícios?


    Projeto para se cuidar



    Vivemos hoje em um tempo caracterizado pela alta disponibilidade de alimento e uma crescente falta de movimentos, situação que leva a aparente bem-estar mental, mas que, não corresponde ao estado de saúde que temos. Parece-nos haver um aumento da expectativa da vida, mas há também o crescimento de doenças como obesidade, doenças do metabolismo, doenças cardiovasculares e o temido cancêr.
    Como voltar para casa, no sentido de nos conscientizarmos  da necessidade de dar atenção especial à nossa saúde?
    Sinceramente, não é fácil, mas faz-se necessário. Ou fazemos isso, ou teremos de lidar com problemas  que não temos nem noção do que se requererá de nós.
    Há uma gama muito grande de dietas e maneiras de se cuidar. Qual delas será melhor no nosso caso?
    Um bom inicio é nos decidir a fazer algo a respeito.
    Depois, que tal, decidir ser responsável por si mesmo. É muito mais cômodo deixar a nossa saúde nas mãos de outra pessoa. Só que,  nem sempre ao fazermos isso as coisas dão certo. Porque?
    Porque não teremos as vezes, comprometimento. Assim, o primeiro passo é nos comprometermos conosco.
    Decidir que temos de agir, para cuidar de nossa vida.
    Se não temos alegria de viver, disposição, força... como vamos cuidar de outros?
    Assim, que tal arregaçar as mangas e começar um novo projeto. Cuidar de nossa casa, sim, de nós mesmas.
    Como? Talvez seja nossa alimentação que esta deficiente, ou quem sabe, falta exercício, ou até mesmo, dar um tempo. É, dar um tempo para fazer algo que gostamos. Alguns gostam de ler, ou cuidar do jardim.
    Bom! Pode ser fazer crochê, cozinhar... O que você gosta de fazer?
    Com respeito a alimentação, que tal começar aos poucos acrescentar coisas diferentes.
    Quanto de água costuma ingerir?
    Tente acrescentar alimentos integrais, frutas e verduras em seu cardápio.Aos poucos vamos dar algumas sugestões.
    Vamos fazer um pacto?  Vamos mudar?
    Que tal começar e partilhar nossos resultados?




    . 

    15 de mai de 2011

    Almoço casa Jair e Maria

    Churrasco, muito bom!!! Passamos uma tarde muito agradável.






    Salada de grão de bico, feita pela Ivone, uma delícia!



    14 de mai de 2011

    Páginas de Rose: Alimentação saudável

    Páginas de Rose: Alimentação saudável: "Trofoterapia O que é isso? No ano 460-377 a.C. na Grécia antiga, viveu Hipócrates, um célebre médico e filósofo, que recebeu o título hono..."

    13 de mai de 2011

    Granola




    500 gr. de aveia
    1 xic. de Neston
    1 xic. de farinha de trigo
    1 xic. de fubá
    1 xic. de mel
    3/4 xic. de óleo
    1 garrafa pq. de leite de coco
    1 colher (chá) de sal
    1 colher (chá) de baunilha

    Misturar tudo, colocar em uma forma  e levar ao forno brando por 1 hora ou mais, mexendo de 15 em 15 minutos, até que fique bem seco.
    Depois de esfriar, guardar em vasilha bem fechada.
    Pode ser usado com suco de fruta ou leite (quente ou frio).

    Variações: Pode-se misturar antes de ir ao forno: passas, amendoim ou coco ralado.

    A granola é um rico alimento para o funcionamento dos intestinos. 
    Lembre-se sempre de aumentar a quantidade de água ingerida, ao acrescentar mais fibras em sua alimentação. Se sofre de problemas na vesícula ou fígado evite o coco e o amendoim.
    A granola fica deliciosa com iogurte natural.

    Importância da arte culinária



    Quem cozinha deve aprender a preparar o alimento saudável em diferentes maneiras, de modo a serem ingeridos com prazer.
    Os filhos devem aprender a cozinhar. Porque é tão importante os jovens (não só as mulheres) aprender esse ramo da educação? O que comemos tem  que ver com nossa vida. Se o alimento for pobre, mal preparado, empobreceremos o sangue, pois estaremos enfraquecendo os órgãos (ex: baço, medula óssea...) que o produzem.
    A arte culinária deveria ser considerada uma das matérias mais importantes na educação. Conhecer acerca do preparo do alimento saudável é uma fascinante ciência.

    "De volta para casa"



    Gostamos de manter nossa casa limpa, arrumada. É agradável receber nossos amigos e receber elogios pelo modo como cuidamos de nosso lar.
    Algo que vão achar curioso. Muitos sabem o que é Do-In. Uma auto-massagem. Mas sabem o que significa Do-In?
    "De volta pra casa". Nossa casa pessoal, nosso corpo, nós mesmos.
    Como voltar para casa?
    Fazemos isso por parar e dar atenção especial a nós mesmos.
    Feche os olhos e pense: Como estou? Será que posso receber elogios como uma casa bem cuidada, agradável de se ver?
    Pense em você não só física, mas mental, emocional e espiritualmente. Quanto para cuidar....
    Jesus disse que temos  de amar ao próximo como a nós mesmos, mas, para nos amarmos temos de nos cuidar.
    Neste mundo atribulado, estressante, nem sempre é fácil fazer isso...
    Muitas vezes precisamos de apoio, de incentivo, ou até, de um empurrãozinho.
    Esta se sentindo assim?
    Vamos fazer algo a respeito?
    Para que nossa casa fique sempre limpa e bem arrumada, precisamos de vez em quando de reformas, jogar fora coisas velhas ou reciclá-las, fazer faxina, cuidar do jardim.
    Nós também precisamos de tratamento semelhante.
    Que tal arregaçar as mangas e começar.
    Vamos cuidar das duas casas?

    10 de mai de 2011

    Organização doméstica — faz diferença?




    “LAR, doce lar; pois ali o coração pode descansar”, disse um poeta. Mas, amiúde, devido à sua condição e aparência, o lar é uma fonte de frustração. Ao invés de sentir-se à vontade ali, os membros da família querem estar em outro lugar.
    Ao passo que não deseja que sua casa seja como uma fábrica arregimentada e fria — poderia a boa organização doméstica constituir significativa diferença para toda a sua família? Considere as possibilidades.
    Primeiro, ser bem organizado dá mais tempo à pessoa — tempo para outras atividades ou coisas importantes que a pessoa gosta de fazer. Não estamos considerando a economia de minutos, mas de horas cada semana. Por exemplo, um estudo mostra que “por usar um método aprimorado de fazer a limpeza diária, consegue-se 53% de economia de tempo”. A boa organização reduz à metade o tempo de trabalho!
    Segundo, a boa organização alivia as frustrações, tais como a de não poder achar certos itens, sentir-se embaraçada quando chegam visitas, ter sempre coisas na mente ou feitas pela metade. O lar organizado ajuda a trazer estabilidade à vida da pessoa.
    Terceiro, para a dona de casa (visto que a casa é sua “oficina de trabalho”), produz um senso de orgulho pelas realizações, de dignidade. Assim, de todos estes modos, a boa organização doméstica contribui para a felicidade da família. Mas, se resolver fazer isso, como pode fazer mudanças em seu lar? Por onde poderia começar a organizá-lo?

    Organização Começa Pela Atitude

    A cooperação da família precisa ser incentivada. Se a esposa for a única que coloca as coisas no lugar, logo pode sentir-se desanimada. O marido deve liderar em incentivar a cooperação e em ver que não se negligenciem os deveres atribuídos aos membros da família.
    Também poderá contribuir para ótima atmosfera no lar por incentivar alta consideração pelo papel da dona de casa. Reflita um instante: Ela tem de combinar os talentos de uma decoradora de interiores, de professora, secretária, enfermeira, arrumadeira, lavadeira e cozinheira! Falando “das complexidades da manutenção da casa”, certa autoridade diz: “Não resta dúvida de que é uma das operações mais complicadas e multilaterais que se espera que uma única pessoa cuide.
    A mulher se empenha árduo em preparar uma refeição. Pode ser uma obra de arte. Mas, quão amiúde os outros lhe agradecem pelo que ela faz? O apreço da família influi grandemente na atitude da mãe e, por sua vez, a atitude dela influi no lar.
    O que deve dominar sua atitude como dona de casa? O desvelo. O desvelo significa permitir que seu amor por sua família se evidencie pela forma em que cuida de sua casa. O desvelo exige que sua mente se concentre em seu trabalho; que não gaste o dia sonhando com coisas que preferia fazer. Se tiver desvelo, tentará evitar sempre deixar as coisas para depois. Comece bem cedo pela manhã. Também, esteja alerta aos problemas. Um rasgãozinho é muito mais fácil de consertar do que um rasgão grande.
    Como ajuda em manter a atitude correta, reserve tempo para momentos de satisfação. ‘Veja o que é bom por todo o seu trabalho árduo. É a dádiva de Deus’, diz a Bíblia. (Ecl. 3:13) Depois de limpar ou cozinhar, recue um pouco e admire o que acabou de fazer. Veja seu valor.
    Em adição à atitude, a organização doméstica envolve dispor de plano, lugar e método.

    Organização Doméstica Exige um Plano

    Um bom plano realmente dá liberdade à dona de casa. Como? Ela não fica olhando e se preocupando com todas as muitas coisas a fazer. Sabe que há um tempo reservado para cada tarefa.
    Planejar não significa que tenha de programar algo para cada hora do dia, embora algumas façam isso. Antes, aliste as coisas que precisam ser feitas diária, semanal, mensal e ocasionalmente. Em cada lista, coloque em primeiro lugar as coisas mais importantes. Planeje atividades para cada dia da semana, inserindo projetos semanais e mensais onde achar que se enquadram melhor. Daí, experimente isso e reajuste a tabela conforme achar necessário. Ao examinar seu plano, verá coisas que podem ser feitas ao mesmo tempo. Amiúde, por exemplo, enquanto algo está cozinhando, poderá costurar ou passar a ferro.
    Ao passo que há outras, há três áreas básicas que ocupam grande dose do tempo da maioria das donas de casa. São (1) limpar e cuidar da casa; (2) alimentação, inclusive comprar e cozinhar; (3) roupas, lavagem e consertos.
    Como planeja sua limpeza? A sujeira nunca tira férias. Assim, muitas acham que precisam fazer “ligeira limpeza” cada dia — tirar o pó e colocar as coisas em ordem. Isto amiúde economiza muito tempo e energia ao chegar a hora da “limpeza pesada”, como raspar o assoalho ou limpar os móveis. Se as coisas não ficarem sujas demais, serão limpas mais facilmente. Também, um pouco de limpeza alivia a mente quanto à aparência da casa, e a família nota a preocupação diária com seu conforto.
    Ao planejar sua limpeza, evite a repetição desnecessária. Se tirar o pó da mobília dum cômodo e então varrer o chão ou sacudir cobertores no ar, enquanto faz uma cama, o que acontece? Pó e fios de linha são lançados sobre os móveis que acabou de limpar. O planejamento economiza trabalho.
    Quanto ao planejamento alimentar, nos países em que não há necessidade de compras diárias, adote saídas menos freqüentes para compras. Por quê? Economiza tempo, conserva energia do corpo e não sofre da ansiedade de preocupar-se se há algo na despensa para servir sua família. Também, ao chegarem visitas inesperadas, não é apanhada com as prateleiras vazias. Comprar de antemão significa que terá de planejar com antecedência seu cardápio. Na realidade, isto pode habilitá-la a considerar melhor uma dieta equilibrada.
    Mantenha uma lista ou livro de notas onde os alimentos são estocados, e, quando verifica que está quase acabando certo item, anote isso. Usar tal lista ao fazer compras poupará muitas viagens à mercearia. Sim, listas escritas realmente melhoram a organização doméstica.
    Quanto ao cuidado das roupas, a maioria verifica que a lavagem semanal é melhor, mas as circunstâncias variam. Com freqüência, ao lavar roupa, notará a falta de botões, rasgões ou partes esgarçadas. Pode ser de ajuda ter um livrinho de notas para consertos por perto, e anotar tais necessidades.
    Assim, pense sobre sua tarefa; planeje sua rotina diária. Anote as coisas quando houver demasiados pormenores a lembrar.

    Organização Significa Arranjo

    Um lar também precisa de bom arranjo, em especial nos aspectos do trabalho doméstico. O equipamento do lar (vassouras, panelas e caçarolas, líquidos para limpeza) precisam dum lugar definido — um local designado. Se o primeiro local escolhido não for o melhor, mude-o logo. Por que continuar a correr pela casa toda atrás de algo que usa regularmente no banheiro?
    Faz realmente tanta diferença como arranja as coisas? Exemplificando: considere a cozinha. Certo estudo mostrou que, quando se rearranjou uma cozinha — com o mesmo espaço, o mesmo equipamento — houve “uma economia de 2.191 passos e de 1 hora e 3 minutos de tempo cada dia”.
    A cozinha um forma de U é não raro a melhor — as coisas estão junto, menos passos são necessários. Também, o equipamento pendurado em ganchos na cozinha é fácil de encontrar e usualmente está perto.

    Métodos de Cuidar da Casa

    Os métodos também fazem diferença. A mudança de método talvez signifique melhores resultados em menos tempo. Poderá aprimorar seus métodos de trabalho?
    Estude seus hábitos. Veja se pode reduzir o tempo que gasta pára fazer uma tarefa por reduzir várias operações ou processos.
    Muitas tarefes tornam-se mais fáceis pelo uso mais pleno de ambas as mãos. Certa dona de casa revelou: “Quanto mais me esforço em usar a mão esquerda, tanto mais útil ela se torna.” Também, há a tendência desnecessária de largar um instrumento e então apanhá-lo de novo para usá-lo. Um hábito aprimorado é segurá-lo na mão até que tenha terminado de usá-lo.
    Considere, também, seus métodos de remoção da sujeira. Primeiro, pense: ‘O que desejo fazer? Desejo apenas mover a sujeira dum lugar para o outro?’ Obviamente, se só empurrá-la de um lugar para o outro, estará ali amanhã, junto com um pouco mais. O equipamento varia, mas o método preferido é ajuntar a sujeira, apanhá-la e colocá-la fora da casa. Assim, ao passo que o espanador tem seus usos, lança a sujeira no ar, ao passo que um pano úmido a apanha, removendo-a.
    Aprenda uma lição da caixa de ferramentas do homem. Ele a leva porque, no fim das contas, poupa passos e energia. Similarmente, uma cesta leve para levar suprimentos pode poupar muitas idas de novo à cozinha ou ao quartinho de suprimentos.
    Seja equilibrada quanto à organização doméstica. Tal organização não é o fim em si. Jamais deixe que seus filhos ou seu cônjuge sintam que as necessidades deles são secundárias à casa.
    Uma construção não é aquilo em que uma pessoa deve pensar quando imagina um lar. O que a torna um lar são as pessoas — a qualidade da associação humana que se encontra ali. Se, por meio de razoável organização puder fazer de seu lar um lugar em que sua família fique mais confortável, mas feliz, certamente vale a pena.
    Sim, a organização doméstica faz diferença — medida, não só nos cômodos limpos e arrumados, mas também nos sorrisos e na satisfação íntima. Pode torná-lo um “lar, doce lar”, onde o coração possa realmente descansar. 
    Despertai 74  08/11

    8 de mai de 2011

    Como tornar o alimento mais seguro

    canalkids.com.br


    Medidas Que Você Pode Tomar

    ▪ Lavar: lave bem as mãos com água quente e sabão antes de preparar a comida. Sempre as lave depois de usar o banheiro, cuidar da higiene do bebê ou das crianças (trocar fraldas ou limpar o nariz) ou tratar de animais, incluindo animais de estimação. Lave os utensílios, a tábua de carne e o balcão da pia com água quente e sabão depois de preparar cada prato — em especial depois de lidar com carne bovina, de aves ou peixes crus. “Lave frutas, verduras e legumes em água morna”, sugere a revista Test, para eliminar insetos e resíduos de pesticidas. Em muitos casos tirar a pele, descascar e cozinhar os alimentos são os melhores métodos de limpá-los. No caso de alface ou repolho, remova e jogue fora as folhas externas.
    ▪ Cozinhar bem: se a temperatura interna do alimento passar dos 70 °C, mesmo que por pouco tempo, quase todas as bactérias, vírus e parasitas morrerão. Deve-se cozinhar a carne de aves até atingir uma temperatura ainda mais alta: 80 °C. Alimento requentado deve atingir uma temperatura de 75 °C ou estar quente e soltando vapor. Evite carne de aves que ainda esteja rosada por dentro, ovos com gema ou clara mole, ou peixe que ainda não esteja opaco e que não se possa desfiar facilmente com o garfo.
    ▪ Separar os alimentos: mantenha carnes, aves e peixes crus separados de outros alimentos o tempo todo — na hora da compra, ao guardá-los e durante o preparo. Não deixe os sucos escorrer ou pingar uns nos outros ou em outros alimentos. Também, antes de guardar alimentos cozidos num recipiente que tinha carne, peixe ou aves cruas, lave-o bem com água quente e sabão.
    ▪ Guardar e refrigerar bem os alimentos: a geladeira inibe o crescimento de bactérias perigosas, mas a temperatura deve estar a 4 °C. O freezer deve estar a -17 °C. Guarde itens perecíveis num prazo de duas horas. Se colocar os alimentos na mesa antes da refeição, cubra todos os pratos para evitar moscas.
    ▪ Ter cuidado ao comer fora: segundo uma estimativa, de 60% a 80% dos casos de doenças transmitidas por alimentos em alguns países em desenvolvimento estão ligados a refeições compradas fora. Tenha certeza de que o restaurante que você escolheu satisfaz as normas de saúde determinadas por lei. Sempre peça carne bem-passada. Comida comprada fora deve ser ingerida até duas horas depois da compra. Se passar mais tempo, reaqueça a comida até atingir 75 °C.
    ▪ Jogar fora comida duvidosa: se estiver em dúvida quanto a se certa comida está boa ou não, é melhor errar por excesso de cuidado. Jogue-a fora! É claro que não é bom desperdiçar alimentos. Mas ficar doente por causa de comida estragada sai ainda mais caro.
    [Crédito]

    — Baseado em Food Safety Tips (Dicas para uma Alimentação Segura), fornecido pelo Conselho de Tecnologia em Segurança dos Alimentos, dos Estados Unidos.

    Despertai 2001 - 22/12 - Como tornar o alimento mais seguro

    Depois de uma reunião... cafézinho



















    Hum!! Como é bom ter ajudante!!!


    Posted by Picasa

    Cozinhando..... conversando...

    Onde mais ficamos  em nossa casa?
    Quando nossas amigas e irmãs chegam, onde vamos?
    Deve ou não ser um lugar agradável nossa cozinha?
    Bem! As fotos falam por si só.
    É por isso que gosto muito de minha cozinha.



    Mâe (Olga), Verônica e Vanessa (pioneiras regulares)




    5 de mai de 2011

    Meu caderno de receitas



    Os cadernos de receitas, da 2º metade do século XIX até aos anos 70, eram dirigidos especialmente para as mulheres, as rainhas do lar. Esses cadernos eram passados de mães para filhas, presentes valiosos, visto que continham todos os segredos culinários passados através de gerações.
    Como sempre gostei muito de escrever e desde menina uma das coisas que mais gostava eram o cadernos novos, tenho alguns cadernos de receitas, além de livros e revistas.
    Pensando bem, será que alguma jovem hoje faz para si um caderno de receitas?
    Pode ser, mas com tanta tecnologia, tão fácil ver as receitas na Internet, talvez não queiram escrever um caderno de receitas.
    Que pena!!! Não eram só receitas que eram ali colocadas....
    Realmente são histórias da época em que foram escritos.
    E você, tem um caderno de receitas? Como ele é?